Loading... (0%)

Seja doador
Veja abaixo alguns dos pré-requisitos para ser um doador de sangue, e se tiver alguma duvida veja nossa lista completa.

Quem pode doar?

Pessoas entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até os 60 anos, com peso mínimo de 50 Kg.

Horário de atendimento

O Serviço de Hemoterapia está aberto para doações de sangue de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h30

Estacionamento

Doadores de sangue têm estacionamento gratuito à Rua das Monções (ao lado do Banco de Sangue).

Onde doar sangue

A doação de sangue pode ser feita na Rua Antônio Saes, 425 (ao lado da Santa Casa de São José dos Campos)

Conheça o Serviço de Hematologia e Hemoterapia de São José dos Campos (SHH)
O Serviço de Hematologia e Hemoterapia de São José dos Campos (SHH) é um centro de excelência médica criado por hematologistas em 1980 que trabalha dentro do máximo rigor científico e aplica recursos de última geração em todos os procedimentos que realiza nas áreas hemoterápica (banco de sangue), hematológica (atendimento a pacientes com doenças do sangue) e laboratorial. A instituição, que possui certificação ISO 9001:2008, segue padrões internacionais que garantem a qualidade e a confiabilidade dos serviços que presta.

CLIQUE E SAIBA MAIS

DÚVIDAS FREQUENTES
Nossos médicos esclarecem as principais dúvidas sobre doação

Posso contrair alguma doença por meio da doação de sangue?

Não. Quem doa não corre risco de adquirir doenças. O material utilizado na coleta é descartável e o sangue retirado é reposto naturalmente pelo organismo.

A doação vai fazer com que eu engorde ou emagreça?

A quantidade de sangue retirado não interfere em seu peso.

Se eu doar, meu sangue vai engrossar ou afinar?

Nem uma coisa nem outra. O organismo controla perfeitamente a reposição de volume e de glóbulos vermelhos, mantendo-os sempre na mesma quantidade.

Doar sangue vicia, provoca coceira ou alergia?

Doar sangue não vicia, não dá coceira e nem alergia.

Quantas vezes eu posso doar sangue?

Homens podem doar 4 vezes ao ano, com intervalo de 60 dias e mulheres 3 vezes ao ano, com intervalo de 90 dias.

Mulher grávida, amamentando ou que sofreu um aborto pode doar sangue?

Não. A mulher não pode estar grávida e deve esperar 3 meses após o parto normal e 6 meses após o parto cesáreo para doar sangue. Se estiver amamentando, não deve doar, a não ser que o parto tenha ocorrido há mais de 12 meses. Se tiver sofrido aborto, deve esperar também 3 meses.

Posso doar sangue se estiver menstruada?

Sim. A menstruação não interfere na doação de sangue, desde que
o seu fluxo seja normal.

Vou perder muito tempo para doar sangue?

Não. Desde a recepção até a doação você vai levar, em média, 90 minutos. Em dias mais movimentados você pode ter de esperar um pouco mais.

Quais hospitais o SHH atende?

Em São José dos Campos: Hospital Municipal, Hospital Pio XII, Hospital Antoninho da Rocha Marmo, Santa Casa, Hospital Santos Dumont e Hospital São José; Jacareí: Santa Casa, São Francisco, Antonio Afonso e Alvorada; Taubaté: Hospital São Lucas; Pindamonhangaba: Santa Casa; Caraguatatuba: Hospital Stella Maris e Caçapava: Hospital da Unimed.

Por que o SHH envia sangue para a Hemobrás?

O SHH foi selecionado como fornecedor de plasma da Hemobrás após uma auditoria realizada pela estatal que atestou a qualidade e a confiabilidade do sangue coletado pela instituição. O plasma é transformado em hemoderivados, medicamentos derivados do sangue que são usados para o tratamento de mais de 8 mil portadores de hemofilia, pacientes com HIV e câncer atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Posso doar sangue se fui submetido a uma cirurgia?

Sim. Você pode doar 3 meses após ter se submetido a uma cirurgia de pequeno porte. Na cirurgia de grande porte, o prazo para doar novamente é de 6 meses. Quem fez extração dentária pode doar após 1 semana.

Posso doar sangue para mim?

Sim. Quando você se submeter a uma cirurgia, pode armazenar uma reserva de seu próprio sangue para o caso de precisar de uma transfusão. Para isso, é necessária a avaliação prévia de um hemoterapeuta.

Posso fazer uma doação de sangue específica para uma pessoa?

Desde que o seu sangue esteja dentro de todas as condições necessárias, é possível a doação, armazenamento e transfusão específica para determinada pessoa. Todavia, é necessária a avaliação prévia de um hemoterapeuta.

Por que os homens precisam ter mais de 50 kg e as mulheres mais de 55 kg para doar sangue?

A lei prevê que o volume de sangue total que será coletado da mulher não passe de 8ml/kg peso. Se a mulher pesar menos de 55 kg, não terá o volume necessário para o preenchimento da bolsa de sangue padrão. Este é um cuidado do banco de sangue, já que as mulheres apresentam mais deficiências de ferro devido à menstruação, o que pode ser acentuado pelo processo de doação de sangue. Para os homens, o volume de sangue coletado não pode exceder 9ml/Kg peso.

Diabético pode doar sangue?

Aquele que chamamos de insulino-dependente porque necessita de insulina para manter seu metabolismo de açúcar próximo da normalidade, não pode. Esses pacientes têm importantes alterações do sistema cardiovascular e, em consequência disto, durante ou logo após a doação de sangue, podem apresentar alguma reação que agrave seu estado de saúde. Pessoas que controlam a diabetes com uso de medicamentos ou por meio de alimentação regrada PODEM doar.

Quais as vacinas que impedem a doação? Quanto tempo depois de ter tomado a vacina a pessoa poderá doar sangue?

Se você tomou vacina terá que aguardar um período para doar sangue novamente:

1 ano
Imunoterapia Passiva homóloga (soro humano), Antirrábica após exposição animal

4 semanas
Pólio oral (Sabin), Febre Tifoide (oral), Caxumba, Febre amarela, Sarampo, BCG, Rubéola, Varicela (Catapora), Varíola, Rotavírus, Imunoterapia Passiva heteróloga (soro animal), Antirrábica profilática.

48 horas
Gripe, Cólera, Pólio (Salk), Difteria, Tétano, Febre Tifoide (Injetável), Meningite, Coqueluche, Hepatite A, Peste, Pneumococo, Leptospirose, Brucelose, Hepatite B recombinante, HPV (Human Papiloma Vírus).

Por que só 1 dia de abono pela doação de sangue?

É o que estabelecem a CLT e a CLF.

Por que só podem doar sangue pessoas que tiveram hepatite antes dos 11 anos de idade?

Porque antes dos 11 anos de idade a probabilidade do candidato ter tido hepatite do tipo A é de quase 100%. Este fato já foi confirmado em vários estudos epidemiológicos. Como a hepatite A não deixa sequelas nem partículas virais remanescentes após a cura, não há contraindicação em doar sangue após esse tipo de hepatite.

Quais exames são feitos no sangue doado?

Para cada bolsa doada são retiradas amostras. Em nossos laboratórios são classificados o tipo sanguíneo (A,B,O ou AB) e o fator Rh (positivo ou negativo) de cada amostra. Também são feitos todos os testes sorológicos previstos por lei para detecção de Sífilis, Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, HIV, HTLV I e II (anticorpo do vírus ligado à leucemia), Pesquisa de Anticorpos Irregulares e Eletroforese de Hemoglobina (alterações genéticas da hemoglobina), além de Testes de Ácido Nucleico para HIV, Hepatite B e Hepatite C. Conforme a necessidade dos hospitais atendidos, o SHH realiza também o exame de Fenotipagem Eritrocitária nos doadores em busca de sangues raros.

Horários
Doações de Sangue
De Segunda a Sexta
das 07h00 às 12h30

Marcação de Consulta
De Segunda a Sexta
das 14h30 às 17h30

Coleta de Exames
De Segunda a Sexta
das 07h00 às 12h30

Endereços
São José dos Campos – SP
(Banco de Sangue, Consultório e Laboratório)
Rua Antonio Saes, 425 – Centro
CEP: 12210-040

Jacareí – SP
(Consultório)
Rua Rui Barbosa, 379, 3º andar, sala 304 – prédio do Jacareí Shopping – Centro – Jacareí

Contato
Tel/Fax: (12) 3519-3766
Whatsapp Consultório/Laboratório: (12) 99632-8441
Whatsapp Banco de Sangue: (12) 98136-0011
E-mail: contato@shhsjc.com.br

São José dos Campos

Veja no Google Maps

Jacareí

Veja no Google Maps

Facebook

  • Epidemia de dengue faz número de transfusões de plaquetas dobrar em SJC

    O Banco de Sangue de SJC alerta a população para a necessidade de doar sangue regularmente. Nos últimos 20 dias, o número de transfusões de plaquetas dobrou. A instituição, que antes da epidemia de dengue transfundia, em média, 50 unidades de plaquetas por dia, agora transfunde 100. O número de doadores de plaquetas convocados para atender à demanda dos hospitais também aumentou. Em fevereiro ocorreram 16 sessões de aférese (processo de separação das plaquetas dos demais hemocomponentes). No mês de março, foram 35. As doações de plaquetas são essenciais para garantir o tratamento para pacientes que possuem a forma grave da dengue, já que ajudam a controlar as hemorragias. As plaquetas podem ser obtidas por meio de doações de sangue convencionais ou de uma doação específica (aférese). Segundo o responsável pelo setor de Captação de Doadores do Banco de Sangue de SJC, Paulo Pontes, ao serem contactados por whatsapp, muitos doadores têm recusado o convite para doar por estarem com dengue ou no período de inaptidão para a doação. “Quem tomou vacina ou teve dengue, só poderá doar após 30 dias. Se manteve relação sexual com alguém que teve dengue, também deverá aguardar 30 dias para doar. Por isso, neste momento, é muito importante que as pessoas que estão saudáveis compareçam ao Banco de Sangue”, disse. O Banco de Sangue também enfrenta no momento queda nos estoques de sangue O- e O+. O sangue O- salva vidas em situações emergenciais. Quem tem sangue O- doa para todos os tipos, mas só pode receber de um doador que tenha o mesmo tipo.   Banco de Sangue de SJC Assessoria de Imprensa | Vanessa Fernandes | 99791-1233
  • Dengue: conheça as regras para doação de sangue

    O Ministério da Saúde e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária  divulgaram uma nota técnica que estabelece critérios para doação de sangue para quem teve dengue. Os principais requisitos são:
    • Pessoas que tiveram dengue comum devem aguardar 30 dias após a recuperação completa
    • Pessoas que tiveram dengue hemorrágica (dengue grave) devem aguardar 180 dias após a recuperação completa
    • Pessoas que tiveram contato sexual com pessoas que tiveram dengue nos últimos 30 dias deverão aguardar 30 dias após o último contato sexual
    • Pessoas que tomaram a vacina contra a dengue devem aguardar 30 dias após a vacinação.
      Assessoria de Imprensa
  • Banco de Sangue de SJC registra queda nas doações no final de ano

    Com a chegada das férias, o Banco de Sangue de SJC registra queda nas doações que pode chegar a 15%. No mesmo período, aumenta a demanda por transfusões devido, por exemplo, a acidentes. “As pessoas saem da cidade e cai o comparecimento de doadores, mas a necessidade de transfusões nos hospitais continua. Por isso, é muito importante programar uma doação antes de viajar”, enfatiza o responsável pelo setor de Captação de Doadores, Paulo Pontes. Os estoques de sangue O+, O- e A- estão em baixa. O O+, que é o mais transfundido, está em 60% do ideal. O Banco de Sangue de SJC fechará somente nos dias 25/12 e 1º/1. O horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 7h às 12h30. “É importante vir doar ao longo da semana. Às terças e quartas-feiras, o movimento costuma ser bem menor”, destaca Pontes. Para oferecer um atendimento de qualidade aos doadores, o Banco de Sangue distribuirá 180 senhas por dia por ordem de chegada. Banco de Sangue de SJC Assessoria de Imprensa | Vanessa Fernandes 12 99791-1233
  • Índice de doadores de sangue de São José dos Campos é mais que o dobro da média nacional

    O índice de moradores de São José dos Campos que doam sangue é de 2,9%, um percentual que equivale a mais que o dobro da média nacional, de 1,4% da população. Esse índice é calculado pela divisão do número de doadores recebidos, entre agosto de 2022 e julho de 2023 (15.379), da população da cidade entre 15 e 69 anos (515.637 – IBGE) O Banco de Sangue de SJC comemora, entre os dias 21 e 25/11, a Semana do Doador. Em 25/11 é celebrado o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue. O tema da Semana do Doador é “Que marca você deixa no mundo? Eu doo sangue. Essa é minha marca”. Doadores convencionais receberão uma camiseta e os principais doadores de plaquetas serão homenageados com brindes confeccionados a partir de uniformes reciclados de colaboradores do banco de sangue. “O doador de sangue é um cidadão fundamental para a saúde e o bem-estar da população e merece nosso reconhecimento e gratidão. Convidamos a todos para que venham doar na Semana do Doador, quando fazemos os estoques para o período de férias e festas de final de ano”, disse o responsável pelo setor de Captação de Doadores, Paulo Pontes. Neste ano, para garantir um atendimento de qualidade aos doadores serão distribuídas 150 senhas nos dias 21,22 e 23, 200 no dia 24/11 e 160 no dia 25/11. Os doadores mais assíduos do Banco de Sangue de SJC também serão homenageados pelas Câmaras Municipais de São José dos Campos (dia 21/11, às 17h) e de Jacareí (dia 23/11, às 9h).   Serviço De terça (21/11) a sábado (25/11) Rua Antônio Saes, 425 – Centro Dias 21, 22 e 23 (150 senhas), Dia 24 (200 senhas) e Dia 25 (160 senhas).   Principais requisitos para doar
    • Estar saudável
    • Ter entre 16 e 69 anos (desde que a primeira doação tenha sido feita até os 60 anos)
    • Menores devem vir acompanhados de um dos pais
    • Pesar no mínimo 50kg
    • Trazer um documento oficial com foto
    • Ter dormido no mínimo 6 horas
    • Não estar em jejum (evitar leite, derivados do leite e alimentos gordurosos). Você pode tomar café preto, pão com geleia ou mel e comer uma fruta.
      A doações podem ser feitas de segunda a sexta, das 7h às 12h30, à rua Antônio Saes, 425 – Centro. Saiba os outros requisitos para doar em nosso site: www.shhsjc.com.br. Você também pode tirar dúvidas pelo WhatsApp 98136-0011.     Banco de Sangue de SJC Assessoria de Imprensa | Vanessa Fernandes 99791-1233
  • SHH lança campanha para intensificar doações na segunda quinzena de outubro

    O Banco de Sangue de SJC lançou uma campanha para intensificar as doações na segunda quinzena de outubro. O objetivo da campanha é reforçar os estoques para o mês de novembro, que terá três feriados: Finados (2/11), Proclamação da República (15/11) e Consciência Negra (20/11). “Já intensificamos a convocação e estamos convidando os doadores de São José dos Campos e região para virem dar sua contribuição antes do final do mês de outubro. Como teremos três dias a menos de coleta devido aos feriados, precisamos agir preventivamente para garantir o atendimento aos pacientes que precisarão de transfusão”, explica o responsável pelo setor de Captação de Doadores do Banco de Sangue de SJC, Paulo Pontes. A TV Record Vale fez uma reportagem sobre a campanha https://www.instagram.com/p/CyijpbkLRZg/   Fique atento ao funcionamento do Banco de Sangue de SJC em novembro:

    Dia 2 (quinta) – fechado

    Dia 3 (sexta) – aberto (distribuiremos 180 senhas por ordem de chegada)

    dia 15 (quarta) – fechado

    dia 20 (segunda) – fechado

      O Banco de Sangue de SJC funciona de segunda a sexta, das 7h às 12h30.   Vanessa Fernandes| Assessoria de Imprensa Contato| 99791.1233      
  • Banco de Sangue abre na sexta-feira, dia 9/6

    O Banco de Sangue de SJC funcionará normalmente na sexta-feira, dia 9/6, após o feriado de Corpus Christi, das 7h às 12h30. O frio das manhãs já começa a provocar queda no comparecimento de doadores. O final do outono e começo do inverno são críticos para o Banco de Sangue. Muitos doadores ficam temporariamente impedidos de doar em função de doenças como resfriado, gripe, rinite e bronquite. Além disso, no mês de julho, muitas pessoas saem de férias. Até ontem, dia 7/6, o estoque de sangue O+ e O- estava em 65% do ideal. O sangue O+ é o mais comum na população e também o mais transfundido. Já o O- salva pacientes nas situações de emergência. O Banco de Sangue de SJC reforça junto à população a importância de manter as doações neste período. “A necessidade de transfusão nos hospitais e clínicas atendidos pelo banco de sangue permanece a mesma e precisamos estar prontos para atender aos pacientes”, explica o supervisor da Captação de Doadores, Paulo Pontes.   Banco de Sangue de SJC Assessoria de Imprensa | Vanessa Fernandes 99791-1233
  • São José dos Campos apoia a doação de sangue

    O arco da inovação, um dos principais cartões postais de São José dos Campos, administrado pela Prefeitura, e a fachada da Câmara Municipal, estão iluminados de vermelho por conta do Junho Vermelho, mês de incentivo à doação de sangue. A iniciativa mostra o apoio dos poderes executivo e legislativo municipais ao Serviço de Hemoterapia de São José dos Campos (SHH), que integra a H.Hemo Hemoterapia Brasil S.A, e à doação de sangue. O Junho Vermelho acontece em um período crítico para os bancos de sangue. “Quando as temperaturas começam a cair, registramos queda nas doações. Além disso, as doenças típicas do inverno, como resfriados, gripes, rinites e bronquites, impedem a doação temporariamente”, explica Paulo Pontes, supervisor de Captação de Doadores da H.Hemo. Laço vermelho – A ação em torno da campanha Junho Vermelho também envolve os colaboradores que atuam no atendimento do SHH. Durante todo o mês, eles usarão um laço vermelho. No Dia Mundial do Doador, que é comemorado no dia 14/6, haverá decoração com balões na recepção. O objetivo é homenagear e agradecer aos cidadãos que dedicam parte do seu tempo para salvar vidas.   Banco de Sangue de SJC Vanessa Fernandes|Assessoria de Imprensa 99791-1233  

    Foto: Cláudio Vieira/pmsjc

    Foto: Flávio Pereira/cmsjc

                   
  • Banco de Sangue de SJC estende horário de atendimento na terça, dia 6/6

    Em comemoração ao Junho Vermelho, mês de incentivo à doação de sangue, o Banco de Sangue de SJC estenderá seu horário de atendimento na próxima terça-feira, dia 6/6. A instituição estará aberta para doação das 7h às 12h30 e, também funcionará no período da tarde, das 13h30 às 16h. O horário de funcionamento normal do Banco de Sangue, das 7h às 12h30, será retomado na quarta-feira, dia 7. Segundo o supervisor de Captação de Doadores do Banco de Sangue de SJC, Paulo Pontes, além de atender aos requisitos para doação, os doadores que quiserem participar deverão fazer uma alimentação leve e não gordurosa no dia da doação. Junho Vermelho O Junho Vermelho acontece em um período crítico para os bancos de sangue. “Quando as temperaturas começam a cair, registramos queda nas doações. Além disso, as doenças típicas do inverno, como resfriados, gripes, rinites e bronquites, impedem a doação temporariamente”, explica Pontes. Os principais requisitos para doar sangue são:
    • Estar saudável
    • Ter entre 16 e 69 anos (desde que a primeira doação tenha sido feita até os 60 anos)
    • Menores devem vir acompanhados de um dos pais
    • Pesar no mínimo 50kg
    • Trazer um documento oficial com foto
    • Ter dormido no mínimo 6 horas
    • Não estar em jejum (evitar leite, derivados do leite e alimentos gordurosos). Tomar café preto, pão com geleia ou mel e comer uma fruta.
    • Quem testou positivo para Covid e teve sintomas, pode doar após 10 dias da recuperação. Se testou positivo sem sintomas, 10 dias após a data de realização do teste. Quem teve contato com alguém com Covid, pode doar 7 dias após o último contato, desde que não tenha apresentado sintomas. Se fez isolamento, só poderá doar após testar negativo
    • Quem tomou a vacina contra a Covid pode doar após 7 dias.
    • Quem tomou a vacina da gripe pode doar após 48 horas
    A doações podem ser feitas de segunda a sexta, das 7h às 12h30, à rua Antônio Saes, 425 – Centro – São José dos Campos. Telefone: 3519-3766 Whatsapp: 98136-0011 Site: www.shhsjc.com.br   Banco de Sangue de SJC Assessoria de Imprensa| Vanessa Fernandes (Mtb 23.615) 99791-1233
  • Banco de Sangue de SJC comemora Junho Vermelho e Dia Mundial do Doador de Sangue

    O Banco de Sangue de SJC comemora o Junho Vermelho, mês dedicado a incentivar a doação de sangue, e o Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado em 14/6. O Junho Vermelho acontece em um período crítico para os bancos de sangue. “Quando as temperaturas começam a cair, registramos queda nas doações. Além disso, as doenças típicas do inverno, como resfriados, gripes, rinites e bronquites, impedem a doação temporariamente”, explica Paulo Pontes, responsável pelo setor de Captação de Doadores do Banco de Sangue de SJC. Já o Dia Mundial do Doador de Sangue destaca a importância da doação, além de ser uma oportunidade para agradecer aos cidadãos que salvam vidas. O Banco de Sangue de SJC realiza, em média, 3.500 transfusões de sangue por mês. Entre os hospitais atendidos pela instituição estão o Hospital Municipal e o Hospital Regional de São José dos Campos, as Santas Casas de São José, Jacareí e Pindamonhangaba, o Hospital Pio XII, Policlin e Santos Dumont.   Os principais requisitos para doar sangue são:
    • Estar saudável
    • Ter entre 16 e 69 anos (desde que a primeira doação tenha sido feita até os 60 anos)
    • Menores devem vir acompanhados de um dos pais
    • Pesar no mínimo 50kg
    • Trazer um documento oficial com foto
    • Ter dormido no mínimo 6 horas
    • Não estar em jejum (evitar leite, derivados do leite e alimentos gordurosos). Tomar café preto, pão com geleia ou mel e comer uma fruta.
    • Quem testou positivo para Covid e teve sintomas, pode doar após 10 dias da recuperação. Se testou positivo sem sintomas, 10 dias após a data de realização do teste. Quem teve contato com alguém com Covid, pode doar 7 dias após o último contato, desde que não tenha apresentado sintomas. Se fez isolamento, só poderá doar após testar negativo
    • Quem foi imunizado com a vacina contra a Covid, pode doar após 7 dias.
    • Quem tomou a vacina da gripe pode doar após 48 horas
      A doações podem ser feitas de segunda a sexta, das 7h às 12h30, à rua Antônio Saes, 425 – Centro – São José dos Campos. Telefone: 3519-3766 Whatsapp: 98136-0011 Site: www.shhsjc.com.br   Serviço de Hemoterapia de São José dos Campos Assessoria de Comunicação | Vanessa Fernandes (Mtb 23.615) 12 99791-1233  
  • Banco de Sangue de SJC registra queda de 30% no estoque de O+

    O Banco de Sangue de São José dos Campos registra queda de 30% no estoque de O+, tipo de sangue mais transfundido. O estoque deveria ter 370 bolsas, mas hoje (dia 16/5), conta com 254 disponíveis para transfusão. Desde a semana passada, o Banco de Sangue também registra um aumento de 4% (passou de 15% para 19%) na taxa de inaptidão dos doadores, em função das infeções das vias áreas superiores (IVAS), como gripe, rinite e bronquite. Vacinas Com a liberação da vacina da gripe para o público geral, é importante ressaltar que as pessoas que forem imunizadas só poderão doar após 48 horas. Já quem tomar a vacina bivalente contra a Covid-19, poderá doar após 7 dias. “O ideal é que as pessoas venham doar antes de tomarem as vacinas”, explica Paulo Pontes, responsável pelo setor de Captação de Doadores do Banco de Sangue de SJC.   Banco de Sangue de SJC Assessoria de Imprensa Vanessa Fernandes | 99791-1233